Jornalismo local e analítico

Opinião
| 13 maio de 2019

Festa de 200 anos mais uma vez: 9 de dezembro de 2019!

A história de Guarapuava é singular!

Em 9 de dezembro de 2019 vai ser comemorada a terceira festa de 200 anos em Guarapuava!

São três festas distintas, cada uma com o seu significado e a sua história que podem ser comprovadas por meio de uma farta documentação.

A formação histórica de Guarapuava é completamente diferente da de outras localidades. Os portugueses tinham muito interesse na conquista e povoamento dos Campos de Guarapuava porque se não fizessem isso perderiam essa vasta região para a Espanha!

Assim, foi organizada uma grande expedição militar, com perto de 300 pessoas, chefiada por Diogo Pinto de Azevedo Portugal que aqui chegou em 17 de junho de 1810. Nessa expedição, além dos militares, vieram o Padre Francisco das Chagas Lima e famílias inteiras com o objetivo de conquistar, colonizar e povoar a região e catequizar os índios!

Construíram um forte, uma Atalaia que denominou o local onde a expedição foi instalada, próximo onde é o hoje o Distrito de Palmeirinha, perto do Rio Coutinho. Daí em diante, Guarapuava se tornou num ponto irradiador de inúmeras expedições colonizadoras da região sul do Brasil.

A FESTA DOS 200 ANOS DA CHEGADA DA REAL EXPEDIÇÃO DE CONQUISTA E POVOAMENTO DOS CAMPOS DE GUARAPUAVA foi realizada em 2010!

O tempo foi passando!

O Padre Chagas queria muito separar os índios dos não-índios porque considerava que a proximidade dos índios com os militares, principalmente, era prejudicial para o seu trabalho de catequese.

Em 1818, oito anos depois da chegada da expedição, foi criada a Igreja por Decreto de Sua Majestade, o Rei de Portugal, Dom João VI. Na época, imperava o Regime do Padroado em que não havia distinção entre as decisões da Igreja e do Estado Português. Quando se criava uma igreja, automaticamente estava criada uma freguesia, primeira organização administrativa de uma povoação portuguesa. Para que uma igreja pudesse começar a funcionar precisava de um alvará. Foi assim que o Alvará, expedido pelo Rei de Portugal, em 11 de novembro de 1818, criou a Freguesia e a Igreja de Nossa Senhora de Belém de Guarapuava!

EM 11 DE NOVEMBRO DE 2018 foi realizada a FESTA DOS 200 ANOS DA CRIAÇÃO DA FREGUESIA E IGREJA DE NOSSA SENHORA DE BELÉM DE GUARAPUAVA!

Mas, o Alvará determinava que a igreja deveria ser erguida em Atalaia contrariando os anseios do Padre Chagas de separar os índios dos não-índios.

Na manhã de 9 de dezembro de 1819, o Padre Chagas, passeando a cavalo com Antonio da Rocha Loures, o Comandante Interino da Real Expedição, escolheu o local onde deveria ser instalada a Freguesia e Igreja de Nossa Senhora de Belém de Guarapuava. Junto com o Capitão Rocha, lavrou o Auto de Fundação, em seis capítulos, para a organização administrativa da nova freguesia. O padre veio para o local escolhido nesse mesmo dia, acompanhado de dois escravos, dois soldados e dez índios. As outras pessoas só vieram em 1821.

A tradição de se comemorar o aniversário de Guarapuava em 9 de dezembro foi estabelecida somente em 1936, há 83 anos, quando Antonio Lustosa de Oliveira se deparou com a cópia do Auto de Fundação!

A Lei Municipal N. º 2834, de 4 de julho de 2018 determina que em 9 de dezembro deve ser comemorado o aniversário de fundação do Município de Guarapuava!

Em 9 DEZEMBRO DE 2019 GUARAPUAVA VAI COMEMORAR OS 200 ANOS DA FUNDAÇÃO DO MUNICÍPIO DE GUARAPUAVA!

VAMOS COMEMORAR 200 ANOS DE MAIS UM EPISÓDIO SIGNIFICATIVO DA HISTÓRIA DE GUARAPUAVA!

É a terceira festa de 200 anos, plenamente justificada pelos documentos que contam a nossa história!

Zilma Haick Dalla Vecchia

Sobre o Autor

Zilma Haick Dalla Vecchia

Membro do IHG, da ALAC e da ADAU